sábado, 18 de setembro de 2010

-


Mas uma noite se vai e eu já não consigo ficar parada, vendo tudo acontecendo diante de mim. É muita gente mentindo, roubando, matando. É muita gente ganhando, mandando, maltratando. É muita gente chorando, sofrendo, morrendo. É a vida, é a família, é a natureza, é muita coisa sendo destruída e eu já não aguento mais!
O mundo está em guerra e ninguém percebe, ninguém luta de verdade pra essa guerra acabar. Está nos jornais, na TV, nas ruas, nas casas, está tudo escrito, tudo a mostra e ninguém quer enxergar de verdade e dar um basta.
Que horas as pessoas vão parar pra olhar pro lado, pro longe, pro perto? Porque está em todo lugar, as necessidades são as mesmas em maior ou menor grau, o mundo precisa de ajuda.
Até quando as pessoas vão parar de supervalorizar o que na verdade não tem valor algum? Porque é isso o que acontece. Enquanto uma criança está morrendo de fome, alguém está dando milhões em um quadro. Enquanto alguém tenta salvar uma vida, tenta ensinar o certo e o errado, trabalham horas e horas, sem recursos e sem um salário descente, um cara que apenas corre atrás de uma bola está ganhando milhões e visto como ídolo. Enquanto o que coordena a sociedade está em declínio, está precisando de mais atenção para ocorrer uma mudança drástica e melhor pra sociedade, as pessoas estão dando mais atenção a aqueles que são como elas, sim como elas, nem melhor nem pior, que não modificam em nada de verdade em suas vidas, mas independente disso elas os glorificam, conhecem sua vida por inteiro e votam por eles se for preciso. Até quando os seres humanos irão se divertir com tão pouco, irão se divertir com animais, com a crueldade aos animais? É porque eu realmente não entendendo quem são os verdadeiros animais e selvagens, por exemplo, num rodeio. Até quando os verdadeiros beneficiados vão ser aqueles que não precisam de benefício algum, ou de nem tanto? É assim que está sendo a vida, vence sempre o mais forte, aliás, o que tem mais poder, e vocês sabem de qual poder eu estou falando. Até quando o tudo isso importará mais? O dinheiro, o poder, a beleza? Porque ninguém percebe, mas o nível de vida já não é o mesmo, os valores mudaram, e só pioram. A vida agora está contra todos e ninguém percebe, porque até o ar está matando, o sol, a água, a terra está matando e ninguém enxerga ou ao menos não quer enxergar que um dia tudo morre e o que estão valorizando fica. Quais são os verdadeiros valores? Fica difícil de saber, talvez. Fica difícil até de lutar contra tudo isso.

Pois é, mas essa é toda a amostra do que gerou a tal independência e democracia que conquistamos, as quais não sabemos lhe dar, continuando assim dependentes e presos a uma sociedade que se mantém cheia de diferenças, pré-conceitos, disputas, invejas, hipocrisias, egoísmos e infelicidades.
Precisamos mudar, precisamos de mim, de você, de abrir mão de algumas coisas se necessário, de viver e de dar valor ao que realmente importa... A VIDA. Mas não a sua, a minha e sim a nossa vida. Comece agora, pensando e logo agindo, porque o mundo não precisa só de ordem e progresso, precisa de perdão, união, luta e muita, muita sabedoria.

2 comentários:

  1. A vida se banalizou demais...as pessoas não se importam com a outras, é todo mundo em busca de um padrão de beleza e do consumo.

    ótimo seu texto.

    abraços
    de luz e paz

    ResponderExcluir
  2. Meu blog mudou de endereço, o novo é:
    http://vemcaluisa.blogspot.com/
    :)

    ResponderExcluir

Chegue mais perto... E entre em meu coração ♥