domingo, 12 de dezembro de 2010

De volta a sala dos meus retratos



Dois meses se passaram e cá estou de novo.
Evitei tanto vir aqui, evitei até mesmo passar em frente, por medo de sentir a vontade de entrar.
Hoje antes de sentir essa vontade, já vim decidida a passar pela porta e talvez mudar tudo isso.
Ao entrar aqui, senti como se estivesse numa sala de exposição, onde só havia retratos daquilo que busquei esquecer durante esses dois meses, retratos que eu mesma havia pintado.
Quando entrava aqui, sempre me surgia a vontade de pintar algo sobre aquilo, aliás sobre aquele que me despertava sentimentos, como não queria mais pintar algo sobre, ou sentir algo sobre, deixei de vir aqui.
Ao olhar tudo, pensei em jogar tudo fora, mas pensei bem, e jogar fora isso seria como jogar uma parte de mim também, e... Há coisas tão bonitas, outras nem tanto, mas que têm importâncias que fazem com que elas mereçam ser guardadas e de alguma forma sempre lembradas.
Vou deixar tudo aqui, mas não exatamente como estão, preciso mudar algo, acrescentar outras pinturas que demonstrem o que houve durante esse tempo em que estive distante. Preciso clarear o que estava escuro, fazer brilhar o que estava fosco. Preciso renovar, preciso soltar aqui tudo o que está preso dentro de mim, preciso que tudo aqui sinta e demonstre o que eu sinto hoje, felicidade. E assim, a aumentando, fazendo aquilo que mais gosto que é retratar tudo aquilo que sinto, que penso.

8 comentários:

  1. Bem vinda viu...

    abraços
    de luz e paz

    ResponderExcluir
  2. Se tratando de relacionamentos, os retratos já pintados poderiam causar algumas 'fisgadas' no peito da nova pessoa que aparescerá para cuidar de seu coração. Isso sempre depende, pois o grau de maturidade das pessoas varia consideravelmente.

    Aconselho a não eliminar nenhuma dessas obras, pois, realmente, fazem parte da sua história. Porém, algumas delas poderiam ser arquivadas e parcialmente esquecidas. Ainda mais quando a bagagem(experiência) já lhe foi entregue.

    Nós dois sabemos que viver apenas ligado ao passado não faz bem a ninguém, assim como também não é nada bom se desligar totalmente dele.

    Cada lembrança, um novo aprendizado.

    -- -- --

    É muito bom ter sua presença aqui na blogsfera novamente, Sabrina.
    E você voltou, já fazendo questão de me impactar e emocionar com um de seus comentários tão atenciosos.

    Você faz a diferença no In.diferente! E sei que sabe disso.

    Fique bem, moça.

    ResponderExcluir
  3. Obrigada pela visita! Fazia tempo que não dava uma passadinha por aqui!

    Amei o post!

    bjs

    Nina

    ResponderExcluir
  4. é.. tudo que sentimos, ou deixamos de sentir fazem parte da gente.. da nossa história

    ResponderExcluir
  5. É sempre isso que sinto quando penso em excluir meu blog!

    :)

    Bem vinda, querida!

    ;*

    ResponderExcluir
  6. OLÁ SABRINA

    SOU SEU MAIS NOVO SEGUIDOR.

    PARABÉNS PELO BLOG.

    UM FELIZ 2011.

    COMBINADO?

    BEM, DEPOIS DO NATAL E ANTES QUE 2011 CHEGUE, ESTOU CONVIDANDO VOCÊ PARA UMA REFLEXÃO NO MEU BLOG DE HUMOR : “HUMOR EM TEXTO”

    A NOVA CRÔNICA DE HUMOR DESTA SEMANA É : “TIRIRICA R$26.000,00. APOSENTADOS, R$ TITICA,00.”

    VENHA CONFERIR E DEIXE SEU COMENTÁRIO.

    O BLOG “ HUMOR EM TEXTO “ É DE HUMOR...E DE GRAÇA !

    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  7. Menina. você escreve MUITO bem, expressa seus sentimentos de uma maneira extreordinária.

    Bem vinda de volta.

    Beijos

    ResponderExcluir

Chegue mais perto... E entre em meu coração ♥